Impostos Para Pequenas Empresas

Quais os principais impostos que pequenas empresas pagam?

Um dos primeiros desafios ao gerenciar uma empresa é entender como funciona o regime tributário do país. Para isso, é necessário listar os principais impostos para pequenas empresas e compreender o que significa cada um, assim você conseguirá fazer as contas e colocar na ponta do lápis todos os seus custos, sem ser pego de surpresa no futuro.

Para a maioria das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, com faturamento anual máximo de R$3.600.00,00, o regime tributário mais vantajoso é o Simples Nacional.

Trata-se de um regime diferenciado, pois os tributos são recolhidos de forma conjunta. Em resumo: a empresa pagará mensalmente todos os impostos em um único documento de arrecadação.

O pagamento unificado inclui o IRPJ, CSLL, PIS, CPP e COFINS. Outros tributos serão cobrados de acordo com a atividade da companhia: IPI (atividade industrial), ISS (para prestadora de serviços) e ICMS (empresas que atuam com transporte ou comunicação).

Apesar do nome, o Simples Nacional não é tão simples assim. Por isso, detalharemos, a seguir, cada um dos impostos presentes nesse regime.

Impostos para pequenas empresas:

IRPJ (Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica):

Assim como o Imposto de Renda para Pessoa Física, o IRPJ é calculado e cobrado de acordo com o faturamento da empresa.

CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido):

A Contribuição do empregador para a Seguridade Social é calculada com base no regime de tributação escolhido para o recolhimento do IRPJ.

Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social):

Trata-se da contribuição previdenciária calculada sobre as receitas da organização. No caso das empresas que estão no regime Simples Nacional, a alíquota é de 3% e já está embutida no pagamento único.

PIS/Pasep (Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público):

Outra contribuição do empregador para a Seguridade Social. A alíquota de recolhimento do PIS é de 0,65% para micro e pequenas empresas.

CPP (Contribuição Previdenciária Patronal):

Contribuição do empregador para o INSS. No regime de tributação Simples Nacional, a contribuição está embutida na alíquota paga de acordo com a atividade realizada.

Impostos que são cobrados de acordo com a atividade da empresa:

IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados):

Aplicável para empresas que exercem atividade industrial, o IPI é uma taxa cobrada sobre todos os produtos industrializados. A alíquota varia de acordo com o produto e é fixada pela legislação, por meio da Tabela de Incidência de Imposto sobre Produtos Industrializados (TIPI).

ICMS (Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação):

Imposto estadual faturado para quem vende mercadoria e produtos. A alíquota varia de acordo com o estado.

ISS (Imposto sobre serviços de qualquer natureza):

Trata-se de um imposto pelo serviço prestado, o valor é variável de 2 a 5%.

Conforme mencionamos anteriormente, nem todas as micro e pequenas empresas pagam os oito impostos previstos no regime tributário Simples Nacional.

Uma empresa que exerce atividade comercial não precisará pagar ISS e IPI, por exemplo, taxas obrigatórias para atividades referentes à prestação de serviço e produtos industrializados, respectivamente.

Vale lembrar que o regime tributário Simples Nacional é atualizado anualmente pelo governo. Por isso, fique atento aos ajustes e se sua empresa sofrerá alguma alteração de tributação devido ao faturamento bruto dos doze meses anteriores. Você poderá acessar a legislação completa e atualizada na Receita Federal.

Sendo assim, ao lidar com impostos em pequenas empresas, é necessário manter uma boa comunicação com o seu contador e estar a par de qualquer mudança em relação ao regime tributário Simples Nacional. Além disso, um software de gestão poderá ajudá-lo nesse controle e gerenciamento financeiro.

Agora que você já conhece os principais impostos para pequenas empresas, não deixe de escrever o seu comentário e compartilhar suas experiências e dicas sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *